São Paulo, 455 anos: A Arte Urbana em destaque na América

Na programação de aniversário da cidade de São Paulo, acompanhamos uma série de entrevistas e especiais sobre a cidade, com foco nas diversidades étnicas, artísticas e culturais da cidade. Não poderíamos deixar de fora aqueles aqueles que, de forma altamente expressiva e lúdica, retratam as paisagens da cidade e os sentimentos presentes no fundo do coração dos paulistanos, nas paredes, entornos, viadutos, avenidas e túneis e, assim, vão formando a “cara” da cidade, com seus movimentos e formas.

A cidade tem a sua história retratada através de diversos personagens que ganham, nas paredes, forma, vida, cor, arte.

No Tarde Especial deste sábado, 24, tivemos a participação do artista plástico e grafiteiro, Rui Amaral, coordenador da Ong Artbr Social e membro do Movimento Nossa São Paulo, que falou sobre a arte urbana representada pelos jovens grafiteiros de diferentes regiões da cidade. Rui é um mito do grafite, tendo atuado no grupo Tupinãodá. É professor do Senac de arte urbana e um dos poucos artistas que tem um painel incorporado e tombado na cidade (tunel da Dr Arnaldo, Av Paulista).

Rui Amaral destaca a importância das oficinas de arte urbana como conscientização da necessidade de recuperação dos espaços urbanos degradados. A arte pode ser usada como forma de denúncia ao poder público das injustiças sociais presentes no convívio da cidade e para fins pacíficos e de solidariedade.

Confira um trecho da entrevista

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

E quem esperava o tradicional bolo do Bixiga na festa de aniversário de São Paulo, teve uma grandiosíssima surpresa que confirmou ainda mais o prestígio dos grafiteiros na arte de fazer a cidade: o famoso bolo deu lugar ao grafite, com um tapete pintado no chão da Rua Rui Barbosa.

O colombiano e desenhista que chegou em São Paulo com apenas quatro anos de idade, Songu Tusauo Batagliu du Santus, morador do bairro Butantã, estreou como grafiteiro na festa, expressando suas múltiplas formas que contrastam a belíssima pluralidade de etnias, línguas e culturas na gigante São Paulo.

Songu também é professor de lingüística. Ele fala da idéia do desenho de 455 metros que comemora o aniversário de São Paulo.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tome Nota!

Participe da nossa programação de aniversário de São Paulo, e declare seu amor pela cidade!

Telefone: (11) 5575-1000
E-mail: america@cancaonova.com
SMS: CNSP <espaço> Sua mensagem e 49400

Parabéns, São Paulo!
455 anos!

Comentários

↑ topo