Natal

Você sabe qual é o verdadeiro sentido do Natal?

O verdadeiro sentido do Natal precisa ser lembrado por todo cristão

O verdadeiro sentido do Natal não é um dia ou uma época do ano, na qual as pessoas fazem compras, trocam presentes, realizam os sonhos pessoais, como por exemplo comprando carros, casas, ou algo que tanto almeja.

O Natal não é somente uma noite em que as pessoas se reúnem para ceiar e trocar presentes, muito menos um tempo só para decorar a casa de uma maneira mais alegre e festiva, se for assim, de maneira tão resumida, o Natal teria um sentido abstrato. No entanto, o Natal vai além de tudo isso, porque o seu sentido é muito concreto. Todas estas coisas fazem parte do Natal, reunir os amigos e familiares, trocar presentes, luzes coloridas com árvore natalina, nada disso é errado, desde que, o principal motivo para tanta celebração seja o nascimento do Menino Jesus, pois o verdadeiro sentido do Natal não está nestas coisas, nem nas árvores de natal nem na figura do Papai Noel, o verdadeiro sentido do Natal está na celebração do nascimento de Jesus Cristo, Nosso senhor que trouxe a salvação ao mundo.

Você sabe qual é o verdadeiro sentido do Natal

 

O nascimento de Jesus Cristo no Natal traz esperança a todos nós, pois antes de qualquer coisa, o Natal tem um propósito religioso.

Ouça um pouco mais sobre o verdadeiro sentido do Natal.

Que ao acender as luzes, sejam elas: pisca-pisca, velas, castiçais ou candelabros, essas luzes possam recordar e remeter à verdadeira e grande Luz do mundo, Jesus Cristo, que sendo Deus, se fez homem para salvar toda a humanidade.
“Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida.” (Jo. 8,12)

Que o menino Jesus possa nascer, a cada ano, na manjedoura do seu coração e iluminá-lo, afim de que você tenha não somente um feliz Natal, mas uma vida inteira abençoada e repleta da presença e da Luz de Nosso Senhor, Jesus Cristo. Amém!

:: CD Um Novo Natal – Canções Natalinas
:: CD Novena de Natal 2016
:: Livro Novena de Natal 2016

Comentários

↑ topo