02/09/2016

A Humildade de São Miguel

Neste início de setembro, quero partilhar com você, internauta, a minha experiência com São Miguel Arcanjo.Talvez você o conheça, principalmente por ícones e imagens que são facilmente encontrados em casas e ambientes católicos.Mas hoje, caro leitor, quero te apresentar um lado mais “concreto” de São Miguel.

Sempre fui curioso pelas histórias dos anjos e arcanjos e desde pequeno a história de Miguel já me chamava mais atenção do que a de qualquer outro anjo.A ideia de existir um “guerreiro” com armadura e espada a serviço de Deus já me enchia os olhos, assim como qualquer criança e seu herói em algum desenho animado.

Por um certo período da minha vida, continuei imaginando que São Miguel era apenas um guerreiro que em nome de Deus travou uma batalha no céu, junto com toda a milícia celeste, contra os anjos que se rebelaram contra o próprio Deus.Mas, com o passar dos anos, descobri que a maior virtude e tarefa desse Arcanjo é a de conduzir e proteger as almas dos finados, até o julgamento final, com humildade perante Deus.

Quando descobri tal missão, fiquei admirado por tamanha a humildade de São Miguel, diante de tal responsabilidade.Porém, vamos voltar um pouco na minha história de vida…

Com poucos meses de vida, estava eu dormindo num quarto, numa cama ao lado de meu pai.Eu, uma criança agitada, durante o sono, cheguei a “girar” até a ponta da cama.Quando estava prestes a cair, meu pai, em sonho, ouviu uma voz que disse “Quem como Deus?!”. Em seguida, meu pai acordou e me colocou de volta em segurança na cama.Quando meu pai me contou essa história, anos depois, eu ainda duvidei por um certo tempo, afinal porque razão ele ouviria justamente a frase: “Quem como Deus?” (que significa “Miguel” em hebraico)?

Minha experiência com ele é pequena, mas eu, na minha inocência desde a infância, pude entender que assim como todos os seres humanos têm um anjo da guarda, eu teria para sempre, Miguel como protetor e meu anjo da guarda.Pude entender que meu Santo de devoção seria Miguel, pois mesmo com tantas responsabilidades, sendo líder da milícia celeste, sua humildade é uma virtude nítida a quem passa a conhecer sua história.

Obrigado por ler minha partilha! Que assim como São Miguel, eu e você possamos crescer sempre na humildade como servos de Deus! Convido você a rezar esta pequena oração:

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede nosso refúgio contra a maldade e as ciladas do demônio! Ordene-lhe, Deus, instantemente o pedimos; e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai ao inferno satanás e todos os espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.

Escrito por: Matheus de Castro

Comentários

↑ topo