Como fazer uma boa adoração

Para fazer uma boa adoração primeiro é preciso saber o que é adoração.

A Adoração é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar a Deus é reconhecê-lo como Deus, como o Criador e o Salvador, o Senhor e o Mestre de tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. “Adorarás o Senhor teu Deus e só a ele prestarás culto” (Lc 4,8).

Muitas vezes, nos colocamos diante de Jesus presente na Eucaristia e, envolvidos com nossos problemas e tribulações, não aproveitamos esses momentos preciosos diante de Deus vivo e acabamos não fazendo uma boa adoração porque estamos com os pensamentos voltados para nossos problemas pessoais.

Hoje queremos apresentar a você, algumas dicas para você fazer uma boa adoração.

– Inicie sempre a sua adoração procurando ouvir Jesus lhe dizendo:
“”Não é preciso, meu filho, saber muito para me agradar, basta-me amar fervorosamente. Fala-me pois de uma coisa simples, assim como falarias com o mais íntimo dos amigos.””

E Jesus continua o diálogo com você, fazendo-lhe algumas perguntas.

1º – Tens algum pedido em favor de alguém?

Jesus te diz: Menciona-me o seu nome e diz-me o que desejais que eu faça. Pede-me muito. Não receies em pedir. Fala-me das necessidades das pessoas com quem você convive.

2º – E tu, precisas de alguma graça?

Jesus insiste e te pergunta: Diz-me abertamente que precisas de ajuda. Pede-me que eu vá ao teu encontro, em teu auxílio. Não te envergonhes! Há muitos justos e muitos santos no céu que tinha exatamente os mesmos defeitos, mas pediram com humildade e pouco a pouco se viram livres deles. Que necessitas hoje? O que posso fazer por ti? Ah! Se soubesses quanto Eu desejo ajudar-te!

3º – Andas preocupado?

Conta-me tudo! – Insiste Jesus com você – O que te ocupa? O que pensas? O que desejas? Conta-me eu quero te ajudar.

4º – Por acaso estás triste ou mal-humorado?

Quem te feriu? Quem de desprezou? Diga para mim o que passar e como recompensa hás de receber a minha benção consoladora. Lança-te nos braços da minha amorosa providência. Estou contigo, ao teu lado. Vejo tudo e ouço tudo, em nenhum momento te desamparo

5º – Tens alguma alegria que possa partilhar comigo?

Jesus quer saber das suas vitórias! Por que não me deixas tomar parte nelas com a força de um bom amigo? Você tem surpresas agradáveis para me contar? Boas notícias? Quais demonstrações de carinho você tem dado ou recebido. Talvez tenha conseguido vencer alguma situação difícil, sair de algum apuro. Tudo é obra minha. Diz-me simplesmente: “Obrigado meu Pai, obrigado!”

6º – Queres prometer-me alguma coisa?

Bem sabes que eu leio o que está no fundo do teu coração. É fácil enganar os homens, mas a Deus não podes enganar. Fala-me com toda sinceridade: fizeste o firme propósito de, no futuro, não mais te expores àquela ocasião de pecado, de te privares dos objetos de sedução. Ora meu filho, volta agora às tuas ocupações habituais: ao teu trabalho, à tua família, aos teus estudos; mas não esqueças esses minutos que tivemos desta agradável conversa. Não deixe de Me buscar na Eucaristia. Eu te espero no Santíssimo Sacramento.

“Quereis que o Senhor vos dê muitas graças?
Visitai-o muitas vezes.
Quereis que Ele vos dê poucas graças? Visitai-o poucas vezes.
Quereis que o demônio vos assalte?
Visitai raramente a Jesus Sacramentado.
Quereis que o demônio fuja de vós? Visitai a Jesus muitas vezes.
Quereis vencer o demônio? Refugiai-vos sempre aos pés de Jesus.
Quereis ser vencidos? Deixai de visitar a Jesus
Meu caros, a visita é um meio muito necessário para vencer o demônio. Portanto, ide frequentemente visitar Jesus, e o demônio não terá vitória contra vós.” (Dom Bosco)

Comentários

↑ topo